Eu voltei (juro) e o que caralhos tá acontecendo

Olá, olá, tudo bom com vocês, floquinhos? Comigo tá tudo bem (ou quase). Uau, até esqueci como fazer uma postagem decente. Pois é, eu desapareci sem dar notícia nenhuma, na verdade, eu tô bem irritada comigo mesma por desaparecer assim, do nada, e deixar o blog sem uma postagem sequer. Juro que não foi minha intenção, juro mesmo. É que, como eu devo ter falado em inúmeros posts, eu tô passando por probleminhas. Probleminhas que na verdade são problemões, mas enfim, a gente tenta relevar ao máximo. Além dessa caralha de crise de não-sei-o-que-escrever-mas-quero-escrever, eu simplesmente tô com preguiça. Preguiça demais, demais mesmo. Mas sério, eu tô me sentindo bem ruim por fazer isso, me perdoem, não foi e nunca vai ser minha intenção e abandonar o blog nunca vai ser uma possibilidade a ser discutida. Well, vamos direto pra postagem marota que eu tenho muita coisa pra falar. Poderia considerar isso apenas um desabafo?

Um título desnecessário só pra usar meus gifszinhos (e mais gifs aleatórios no post inteiro)



Eu tentei, eu juro que tentei demais fazer uma postagem na qual eu deixasse de lado meus problemas de uma vez por todas e focasse apenas em um entretenimento descarado e nada sincero, mas eu não me sinto bem em fazer isso. Me sinto péssima, na verdade. Já que eu não me sinto bem em esconder e já deveria ter feito isso há tempos, então lá vai: minha mãe, em dezembro do ano passado, foi diagnosticada com câncer (não sei se fui capaz de esconder a minha preocupação, mas acredito que as coisas tenham desandado um pouquinho a partir daí). No fim de abril ela fez a cirurgia, e deu tudo certo, inclusive ela tá bem agora, aqui, em casa, falando de tudo o que passou e sendo a minha mãe de sempre, e eu não poderia estar mais feliz. Mas, ao mesmo tempo, ando passando por problemas extremamente pessoais, que envolve questões que eu nunca tinha sequer pensado que passaria por isso. E confesso que estou confusa, confusa o suficiente pra sair gritando pra todos os lados o quanto minha vida tá bugada de uns tempos pra cá.


Como eu posso definir o que eu quero dizer em palavras? Com certeza me arrependerei futuramente de estar depositando um bocado do que sinto agora em um lugar que deveria transparecer o meu lado mais alegre e menos melancólico, mas é inevitável quando o que eu mais tenho a "oferecer" é isso. Parece que a cada dia que passa jogo fora a oportunidade de experienciar o que a vida de fato tem a me oferecer. Vai parecer idiota se eu disser que a minha felicidade depende de outro alguém? E que eu sei que, infelizmente, os meus momentos de luz e alegria chegarão ao fim, e está muito próximo. A cada dia que passa, um sorriso brota em minha face, mas, simultaneamente, sinto que esses dias estão prestes a acabar. Por que diabos eu estou desabafando tão descaradamente, mesmo sabendo que é inútil tentar expressar o que eu realmente quero?  Eu estou presa em um labirinto, e toda vez que tento sair, menos próxima fico de encontra a maldita saída.


Eu confesso que não sei se possuo uma escapatória, porque analisando minha vida de uns meses pra cá, acho que esse período é o que eu estou mais "estável". Eu lembro que teve uma época muito sombria, na qual eu nem gosto de lembrar, que eu chorava quase todos os dias, e sentia até mesmo vontade de chorar em lugares públicos, na escola, em festas, em casa, quase sempre estava derramando alguma lágrima de uma angústia extrema que até hoje não sei como justificar de modo plausível. Acho que amadureci tanto que atualmente isso soa muito complicado de entender, é como se fosse um outro alguém no meu lugar. Meu amadurecimento possibilitou uma evolução gigantesca na minha vida, e eu sinto imenso orgulho daquilo que me tornei. Os meus problemas do passado foram apenas uma espécie de teste da vida, e acho que passei pra próxima fase. Mas parece que essa fase tá tentando me destruir por completo. Mas eu acho que estou sendo forte. Chorei pouquíssimas vezes nessas últimas semanas, passei até meses sem chorar... Acho que, no passado, eu não seria capaz de passar uma semana sequer. Minha angústia era tão grande ao ponto de eu até cogitar a hipótese de desistir dos meus sonhos...

Mas agora, ao encher minha vida de sonhos, desejos, possibilidades, vontades, eu nunca, jamais, em hipótese alguma, sequer pensaria nisso. Muito pelo contrário: quero viver o máximo que eu puder, quero ser capaz de adquirir o máximo de conhecimento possível, de vivenciar todas as coisas que a vida tem de bom para me dar. Eu sei que esses probleminhas que vivencio agora são, como disse anteriormente, apenas esse simples teste da vida, só que estou numa fase bem, bem complicada. Espero ansiosamente pelo meu amadurecimento, e que eu possa olhar para o meu passado e perceber que meus problemas tinham uma solução bem prática, na realidade. Mas, atualmente, meu peito dói só de pensar no quão complicado é esse momento. O que será que a vida está preparando para mim, afinal?


❄ ❄ ❄ ❄ ❄ ❄ ❄ ❄ ❄ ❄ ❄

Bom, por hoje é só, pessoal. Isso foi apenas um desabafo qualquer, e se você leu ele inteirinho, parabéns.
Pode ser que eu ainda volte essa semana com algo de fato decente, que esse post seja um "post provisório e explicativo" e que suma daqui uns tempos aí. Enquanto eu não tenho ideias, a gente se contenta com isso, mas eu espero que alguma ideia boa brote na minha mente em breve. Fazer o que, né, a gente tenta. Enfim, espero que tenham gostado do post, mesmo que tenha sido apenas um desabafafinho tosco... Fiquem com uma abraço quentinho, um cafuné e um cházinho ^~^. Beijos!

E, como sempre...
Até o próximo post! O/


17 comentários, quer deixar um também? (~ ̄▽ ̄)~

  1. Oi!
    Eu não sei muito bem o que comentar, o que na verdade é bem comum pra mim. Mas fico feliz que voltou, mesmo que eu tivesse parado de comentar aqui por um tempo - infelizmente eu dei uma sumida lá do blog também, mas isso é porque ando um pouco ocupada.
    Não sei bem pelo que você está passando, mas espero que sua tristeza termine logo. Eu também tenho tempos em que me sinto mal e que parece que minha própria mente quer me matar, então eu te entendo de certa forma. Ok, na verdade não sei se é bem por isso que você está passando, se é um problema psicológico ou se foi algo real que causou isso, um alguém? Mas saiba que estamos aqui pra te ajudar se precisar, então sinta-se livre pra desabafar com nós se quiser - afinal, o blog é seu.
    Eu sei que é bem clichê um "espero que você melhore logo", mas eu espero que você melhore logo. São momentos, e momentos sempre passam, só que os ruins parecem durar uma eternidade. Mas vai passar. Siga seus sonhos e seja sempre você mesma.

    Espero não ter te ofendido ou te desrespeitado (se sim, me desculpe ;__;), e espero também que tenha te feito melhorar, nem que tenha sido um pouquinho e por um segundo. Saiba que nós nos importamos com você! c:

    ~~chu

    Just Neko

    PS.: E ei, posso me afiliar de novo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. PS²: Esqueci de dizer, mas o layout tá LINDO! <3 amo seus layouts, são um amor.

      Excluir
    2. Oi, oi!
      Ah, eu te entendo e muito. E não tem problema não, de verdade, eu também sumo às vezes, e ainda mais em semana de prova, fica bem difícil da gente administrar tudo.
      Muito obrigada pelo apoio, de verdade. E eu espero que você também consiga melhorar disso, eu sei bem como é esse tipo de situação, de sentimento, é muito difícil mesmo de lidar. E eu me sinto muito feliz em saber que vocês estão sempre me apoiando, isso é incrível.
      Não é clichê não, eu sei bem que essa frase sempre é dita quando o desejo é real, e eu me sinto muito grata por isso, suas palavras foram bem importantes pra mim, mesmo, muitíssimo obrigada!
      Com certeza me fez melhorar, obrigada meeesmo, mesmo, mesmo, você é incrível! ♥

      Ah, e claro que sim, eu aceito! Ainda tenho que dar uma arrumada na elite pois vou trocar de layout (yep, de novo, sou doida q), mas quando eu trocar vou colocar o teu blog e aviso lá, ok?
      E muito obrigada, esses elogios me estimulam tanto, você não faz ideia! ♥♥
      Beijooos! ♥

      Excluir
  2. Menine, eu acho que teu problema com as postagens é essa necessidade que você tem de "fazer algo útil". O blog é um espaço teu pra escrever o que quiser, mesmo que sejam desabafos. Se não for assim, vai ser só um negócio chato e maçante mesmo. Se liberta dessa obrigação, querida, e vem pro lado livre, leve e solto da blogosfera <3

    Sobre o tema, eu sinto pela sua mãe e espero que daqui pra frente ela só melhore. Câncer é difícil (na real, problemas de saúde em geral são), mas a gente precisa manter o pensamento positivo e a força de vontade pra que os tratamentos todos deem certo. :>

    Sobre suas questões, eu não entendi muito bem o que era, mas recomendo procurar um psicólogo. É bom ter um lugar pra desabafar, porque acumular todas essas angústias, ainda que sejam coisas pequenas, podem te deixar um pouquinho deprimida. Se cuide enquanto ainda é coisa pequena :) Se você não tiver grana, saiba que universidades públicas e privadas oferecem atendimento psicológico gratuito, porque alunos de psico precisam fazer estágio e tal. Mas enfim, só uma fica ;)

    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahh, o pior que é isso mesmo. Às vezes eu sinto que não faz muito sentido desabafar, mas acho que faz sim, né? Porque fazer as coisas sem ter vontade ou por obrigação é bem chato. Vou tentar me libertar desse negócio que anda me bloqueando e fazer uns postzinhos mais pessoais mesmo!
      Obrigada pelo apoio! Ela tá bem melhor agora, não vai precisar de quimioterapia nem nada, então eu tô bem mais tranquila, afinal, foi só uma fase complicada.

      Sim, é verdade. Eu passava no psicólogo até o começo do ano, mas infelizmente o posto onde eu passava acabou demitindo vários funcionários e não tá mais em funcionamento, e também não tenho condições de pagar mesmo :( Mas vou dar uma procurada mesmo onde tu disse, pra tentar continuar o tratamento e tudo mais. ♥
      Beijoos! ♥

      Excluir
  3. Oi Lilian!
    Eu te entendo um pouco nesse aspecto de ficar sem ideias para posts que não sejam meio "pessoais" eu passei (e acredito que ainda passo) muito por isso, não conseguir escrever muitos posts assim foi um dos motivos de eu ter recomeçado do zero e mudado de blog inclusive, mas eu gostaria de dizer que não há nada errado com escrever posts pessoais, não é um problema, não é legal se forçar a fingir que está feliz quando não está, isso pode acabar te machucando mais do que deixar que os outros saibam como se sente. Um tempo atrás eu também pensava que precisava estar 100% bem nos posts e parecer uma pessoa feliz e animada o tempo todo, eu me sentia mal quando não conseguia fazer isso, meio que me afundava mais, aí parei para pensar que a solução era deixar os posts mais "pessoais" e ir achando assuntos que aconteciam ou que eu me lembrava no dia a dia, eu não sou muito boa explicando assim, mas o que eu quero dizer é que talvez funcione para você também. Eu sou uma pessoa muito pensativa e isso é ruim, porque ás vezes eu também fico pensando no futuro e na minha vida também tem uma pessoa que é o motivo da minha felicidade, eu fico pensando sobre o que vou fazer quando não tiver mais essa pessoa e acabo chorando sozinha ou ficando depressiva, mas recentemente eu descobri que se você tentar distrair sua mente quando for começar a pensar nessas coisas ajuda bastante! Também ajuda planejar coisas que você queira fazer e que vão ocupar seu tempo, assim sobra menos tempo para pensar nas coisas que te fazem sentir mal, eu por exemplo comecei a pesquisar coisas para meu Bullet Journal, ver doramas na netflix e até tirar um tempo para revisar matéria ou arrumar meus cadernos, ajudou bastante~
    Espero que o comentário não tenha ficado muito confuso >w<

    Beijinhos!
    Galaxy Wolf

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Yuzu!
      Ahh, isso é o que eu tô passando agora. Mudei de blog e me senti até mais inspirada, acho que foi até bom, sabe? Mas agora aquele sentimento de estar sem ideias voltou com tudo de novo, e eu não sei o que fazer, é bem cansativo. E você tem completa razão, acho que é necessário fazer o que te faz bem, e, ultimamente, escrever posts pessoais é a única coisa que sou capaz de fazer. Acho que fingir uma coisa que a gente não sente prejudica muito, muito mesmo. Vou tentar fazer isso, de falar mais sobre o meu dia a dia.
      Eu ando pensando demais, antes eu nem era assim, mas hoje eu posso ficar uma hora inteira olhando pra parede enquanto penso, e sinto que isso tá me prejudicando, porque eu acabo refletindo demais em coisas que ainda nem aconteceram, no meu futuro também, inclusive. Mas eu preciso me distrair mesmo, achar algo que me complete, que me traga felicidade. Baixei uns livros, coloquei uns animes na minha listinha, vou ler uns mangás, escrever sempre que puder, acho que é essencial ter distrações. Obrigada pelas dicas (e por curiosidade procurei o que é Bullet Journal, achei muito interessante, acho que vou fazer!)
      Não ficou confuso não, na verdade gostei muitíssimo do que você me disse, ajudou demais mesmo. Obrigada!

      Beijoos!

      Excluir
  4. Você vai conseguir passar por isso <3 é uma pessoa muito, muito forte e tenho certeza que os tempos ruins vão passar! Se sentir triste ou sem ânimo, não é um sinal de fraqueza e desabafar com certeza também não é. Você precisa se abrir pras pessoas de vez em quando sabe, mesmo que seja difícil, pelo menos pra quem você confia muito. O blog é seu refugio e não tem problema em falar sobre coisas ruins aqui, e não é necessário mostrar uma face falsa aqui, somente seja você mesma. Com certeza tem muita gente querendo te ajudar por aqui <3

    Qualquer coisa, pode contar comigo e me chamar pra conversar. Você vai conseguir ficar bem <3
    godibai;

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahhh, eu fico tão feliz em ler isso, de verdade mesmo, agradeço sempre por ter vocês em minha vida! Acho que nunca li tantas vezes. É essencial às vezes desabafar, e o blog com certeza é um lugar no qual eu posso confiar pra depositar todas as minhas angústias, porque eu sei que posso contar com vocês. Agradeço muito mesmo por tudo o que você disse, alone, você é uma das pessoas mais fortes que eu conheço, obrigada mesmo! ♥

      Com certeza vou contar com você e novamente, obrigada por tudo! ♥
      Beijoos!

      Excluir
  5. E aí viada?
    Caralho Liliando, eu não sabia que tu tava passando por tudo isso. De verdade, faz muito tempo que eu não passo aqui e aaa eu to muito feliz que a tua mãe esteja melhor, de verdade. Eu tava muito preocupada contigo e com ela e o squad também tava, toda vez que vocês somem de lá eu fico com tanto medo de que tenha acontecido alguma coisa... E não fala que esses problemas não são nada demais (sei que tu nem disse isso), porque eu entendo bastante como tu te sente e tô sempre aqui pra ajudar. Eu não presto pra muita coisa mas eu sempre tô disposta a sei lá, ouvir o que tu tem a dizer e de repente fazer alguma palhaçada pra melhorar teu humor tá? Te adoro sz Fica bem o//
    Sayonara o/
    https://folkpotato.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí!
      Ahh, é meio complicado tudo isso, mas de qualquer forma tá tudo bem agora. Eu sinto a mesma coisa, eu não tenho nem palavras pra descrever como é ruim quando alguma de vocês somem ou coisa assim. Vocês realmente são importantes pra mim. Obrigada por isso e eu sei que posso contar com você e você também pode contar comigo. Vocês são incríveis aaaa, eu me sinto tão feliz em saber que tenho vocês na minha vida. Obrigada mesmo, mesmo, mesmo.
      Beijoos!

      Excluir
  6. oi! é a minha primeira vez aqui no seu blog, e já me deparo com um puta post desse.
    eu realmente to com uma imensa vontade de te abraçar. sinto que estou passando pela mesma coisa que tu. eu vou amadurecendo e aprendendo, deixando pra trás o que me fazia mal, me fortalecendo e não deixando coisas que já me fizeram mal, fazer de novo.
    isso é a vida. uma hora você está assim, e outra já não está mais.
    mas olha, é bom você se expressar, desabafar, por tudo pra fora. se tem uma coisa que é boa, ela se acha vulnerabilidade. isso é maravilhoso! mostrar que você não é feita de pedra e que não ter vergonha dos seus dias ruins só mostra como você amadureceu.
    enfim, fique bem, continue forte. a felicidade vai chegar quando você menos esperar.
    ~ beijos ♡
    b-luevelvet.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, oi! é a sua primeira vez aqui? então seja bem vinda! espero que tenha gostado do meu cantinho.
      Caramba, eu nem sei o que dizer, só sei que acho que o sentimento é recíproco, porque me identifiquei mesmo com o que você disse. Sabe, deixar pra lá as coisas ruins e seguir em frente e tirando disso forças pra continuar, só isso que me mantém de pé.
      A vida é como uma montanha-russa (comparação clichê, eu sei, mas não deixa de fazer sentido), ora você tá lá embaixo, tranquilo, ora você tá com os nervos à flor da pele, vivenciando algo que jamais pensou que um dia fosse vivenciar, e, depois de tudo, o sentimento ainda permanece, mas vai acalmando-se aos poucos, até tornar uma memória como todas as outras. É assim que eu vejo a montanha-russa (na verdade, nunca mais quero entrar em uma -q) e é assim que gosto de enxergar a vida.
      Sim, você tem razão! É muito bom saber que estamos imersos à sentimentos, dos mais variados, e assim saber que você pode se expressar, porque isso é viver de verdade. Não teria graça se a vida fosse um mar de rosas ou apenas tempestade, é bom viver nesse meio termo, ora de um lado, ora de outro.
      Muito obrigada mesmo por isso, foi muito bom ler esse comentário. É bom saber que posso contar com pessoas incríveis aqui! ♥
      Beijoos! ♥

      Excluir
  7. Hello, hello! Eu estou bem, obrigada. Bom, que blogueiro nunca deu uma sumida sem avisar, não é mesmo? Às vezes é necessário, mesmo que bata um remorso e tal porque precisamos dar um tempo em tudo de vez em quando. Eu vivo um drama diferente do seu, eu sei o que quero escrever, mas não tenho tempo para isto. É tudo uma droga! Enfim, nós te entendemos e estaremos sempre esperando que volte. <33

    Eu acho bom que, em vez de fingir que está tudo bem, você tenha resolvido se abrir conosco. Estamos todos aqui prontos para te ajudar nem que seja um pouquinho. Fico realmente muito feliz que sua mãe tenha vencido o câncer, do fundo do meu coração, porque eu perdi alguém para essa doença e sei o quão terrível ela é. Dê os parabéns à ela por mim, por ser uma mulher forte e destemida.

    Enfim, eu sei o que você está passando, ao menos um pouco, eu acho. Eu vivo em uma montanha-russa quando se trata dos meus sentimentos. Eu tenho momentos felizes, mas lá dentro me sinto vazia e eu sei que é desolador, sei que é angustiante tentar entender o que está acontecendo. Você se julga por não estar feliz e é horrível... Mas é isso. Você não pode evitar como se sente, mas também não deve simplesmente desistir de encontrar um motivo para sorrir. Se apoie sempre em amigos e pessoas que te amam e que odiariam te perder ou vê-la perder sua verdadeira essência. Fico feliz que você tenha uma visão otimista sobre isto e olhe, eu estou aqui se precisar conversar sobre qualquer coisa, em qualquer momento.

    Espero que fique bem, Lilian, vou estar torcendo por isto. ♥

    Carinhosamente, Jheni.
    empire k. || written feelings

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oláa! Fico feliz que esteja bem :) Ah, isso é a mais pura verdade, sempre existe um momento em que é necessário deixar de lado algumas coisas, e infelizmente o blog é afetado. Nossa, aí é ainda pior, espero que você consigue tempo pra escrever. Obrigada pelo apoio! ♥

      Acho que era necessário em algum momento, porque nem sempre é bom esconder o que sentimentos. Às vezes é necessário, mas às vezes é simplesmente impossível fingir que tá tudo legal, e acho que me abrir aqui foi mais do que necessário. Vocês me ajudam até demais, não fazem ideia do quanto eu fico feliz em ler cada comentário aqui, é algo que não tem preço. Eu me sinto muito feliz em saber que conseguimos passar por toda essa luta, e sinto muito mesmo por você ter perdido alguém que ama pra essa doença, sinto muito mesmO. Minha mãe foi e está sendo tão forte que eu não tenho nem palavras pra descrever como eu a admiro. Por ser tão guerreira e permanecer de pé até mesmo nesses momentos.

      É exatamente assim que me sinto. Como uma espécie de montanha-russa sem freiro. Queria ser capaz de controlar o que sinto ao menos um pouco, mas é impossível. Tenho dias felizes, tenho dias que conseguem acabar com a minha felicidade e depositar apenas angústia em mim, e tem dias queeu não sinto simplesmente nada. É extremamente confuso lidar com todas essas mudanças bruscas. E é exatamente isso que me mantém aqui. Todas as pessoas queridas na qual eu me importo e sei que é recíproco, todas as pessoas que se preocupam comigo, as que moram longe ou perto, eu sempre tento apreciar cada momentos que estou com elas, pois é isso que me mantém feliz.
      Seu comentário me alegrou muito mesmo, obrigada por todo o apoio, do fundo do meu coração ♥

      Excluir

Não sei se você sabe, mas receber comentários me deixa muuuito feliz e me estimula muito. Que tal contribuir com a felicidade de alguém e deixar uma dose de amor por aqui?